Subscreva às nossas notícias e ofertas

História

Breve Resenha Histórica

A Sociedade Recreativa Filarmónica Fundação Brasileira está sediada na freguesia dos Mosteiros, a mais ocidente do concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel - Açores.

Foi fundada a 14 de Setembro de 1863, e é a mais antiga em atividade ininterrupta dos Açores. Intitulada na sua fundação “Recreio dos Mosteiros”. O seu fundador, Inácio Câmara, emigrou para o Brasil e junto dos seus amigos e conhecidos conseguiu vários donativos, alterando assim o nome, em sinal de gratidão, para “Protecção Brasileira”. Após o regresso do comendador Ângelo José Dias em 1873, já como Presidente, alterou-se a designação para “Fundação Brasileira”, a qual se mantém inalterada até aos dias de hoje.

Além do ensino da musica, o seu legado cultural estendeu-se ao longo da sua história ao cinema , com um papel relevante em finais dos anos 50 , numa altura em que não havia televisão nos Açores, e ao Teatro Popular. Promoveu de forma convicta o gosto pelo desporto (existencia no passado de campo de vollei e crocket). Em conjunto, foram e continuam um aglutinador de gentes e vivencias, de enorme relevancia histórica.

Desde 12 de Outubro de 2013, é Presidida por Lázaro Matos, sendo o seu Diretor Artístico, Dr. Marco Torre, sargento ajudante músico dos quadros permanentes do exército, Banda da Zona Militar dos Açores.

Principais condecorações

- Diploma de Mérito Municipal

- Insígnia autonómica de Mérito Cívico (coletividades)

Viagens realizadas

  • 11 a 15 de Julho do corrente ano (2019) pela primeira vez na sua história, desloca-se à Europa – no caso concreto, Espanha.
  • 29 nov a 4 dez 2018 – Cantanhede, distriro de Coimbra, onde participa no V CIB Filarmonia Douro, tornando-se a 1º banda Açoriana a participar num concurso Internacional “fora de portas”, realizado no emblemático Europarque em Santa Maria da Feira.
  • Maio de 2017 – cidade do Funchal - Ilha da Madeira.
  • 2007 – 4º digressão aos Estados Unidos da América
  • 2005 – Leiria
  • 11 a 16 de agosto, ano 2000 – Barcelos
  • 1997 – 3º digressão aos U.S. A
  • 21 a 26 de abril - 1995 – Guimarães e Azambuja
  • 2 a 7 de outubro – 1992 – Almoçageme – Sintra
  • 1990 – Costa da Caparica, com digressão a Fátima.
  • 1989 – Ilha Terceira – comemorações do 175º aniversário Império S.Carlos.
  • 1988 – Ilha Pico
  • 1984 – Varias Ilhas, incluindo o Corvo. Efeuando concertos na Ilha das Flores, S. Jorge e Terceira.
  • 1977 – 2º digressão aos U.S.A, atuação em Washington – Casa Branca
  • 1976 – Ilha Terceira (Saojoaninhas)
  • 1974 – 1º deslocação aos U.S.A, visita à cidade de New York, sendo assim a 1ª filarmonica de S. Miguel a se deslocar a este local.

Factos históricos relevantes

  • A 8 de dezembro de 1868 realiza o primeiro concerto da sua história, tendo como padroeira N.Senhora da Conceição, e a 14 de setembro do mesmo ano a 1º aparição em publico (pequena charanga).
  • 1º Presidente e co Fundador – Ângelo José Dias
  • 1888 – 1º participação nas festas do Senhor Santo Cristo
  • 1998 – vencedora do 1º concurso de Bandas realizado no Teatro Micaelense.
  • 2010 – 2º lugar em concurso de bandas realizado no Coliseu Micaelense
  • 2013 – Apresentação e edição do livro “ Memórias e sons musicais”, da autoria do Dr. José de Almeida Mello.
  • Atuação despedida do 2º Maior Cruzeiro do Mundo – Grand Princess
  • 2015 – Diploma de Mérito Municipal, pela Cãmara Municipal de Ponta Delgada.
  • 2018 – Participação no V CIB Filarmonia Douro, tornando-se a 1º banda Açoriana a participar num concurso Internacional “fora de portas”, realizado no emblemático Europarque em Santa Maria da Feira.

Concertos com artistas internacionais

  • 2018 – Bastien Baumet – Coliseu Micaelense, um dos mais prestigiados e reputados artistas do mundo em Euphonium.

Concertos com artista nacionais

  • Rita Guerra
  • Simone de Oliveira e FF
  • Raquel Tavares
  • Jorge Almeida - 1º Trompete Solista da Orquestra Sinfónica Portuguesa do Teatro de S. Carlos.
  • Nuno Pinto – Professor ESMAE
  • Grupo Canto D´Aqui -Braga
  • André Sardet

Concertos com artistas regionais

  • Coral de S. José
  • Luis A. Bettencourt
  • Vânia Dilac
  • Filipe Frazão, André Jorge, João Costa, Mariana Pinheiro entre outros.

Curiosidades

Nomes atribuidos

  • Banda Marcial Recreio dos Mosteiros 1863-1884
  • Proteção Brasileira 1884-1890
  • Progresso 1890
  • Fraternidade dos Mosteiros 1894-1923
  • Fundação Brasileira desde 1923

Outras curiosidades:

  • Durante o período da II guerra mundial, uma faixa de terreno da Fundação Brasileira foi local de apoio aos militares portugueses, através de infraestruturas denominadas de “refeitorios”. Após 1945, estas infraestruturas foram remodeladas e transformadas em casas de famílias.
  • Da emigração de alguns musicos para os U.S.A, resultou a criação de uma banda filarmonica – Banda Nossa Senhoa da conceição Mosteirense – Fall River, em tributo a N.S. conceição Padroeira da fundação Brasileira e dos Mosteiros.